terça-feira, 21 de dezembro de 2010

Gente

Cartaz 005
Não seja intolerante
há gente passando fome e morrendo
quero teu respeito e amizade
nas mãos está o destino
mulheres ou mulheres

Negros     Cafusos    Marrons
Amarelos  Loiros    Mulatos     Roxinhos      Mamelucos
Pretos      Morenos   Índios     Brancóides   Cabos-Verdes      GENTE
Sararás    Pardos    Brancos   Japoneses   Mestiços
Azuis        Morenos Claros      Polacos       Negrãos

No amor e no sonho
no riso e no choro não diferentes
não seja intolerante
não há dois dedos ou destinos iguais
hã gente prisioneira, sem casa
doente e com frio
as crianças descalças brincam juntas
a Humanidade é tão igual

Publicado Poesias de Rua, 17 de julho de 1985

Um comentário:

Portal de Avalon disse...

É uma grande verdade meu amigo...
o mundo precisa de atitudes!!!
Muito bom!!!beijo grande